Celular, tablete e computador prejudicam a visão?

Chocolate protege a visão, sabia?
23/03/2018
O hábito de fumar
02/04/2018

Celular, tablete e computador prejudicam a visão?


Todo mundo deve ter ouvido de sua mãe ou avó que deveria ficar mais longe da televisão ou do computador, para não “cansar as vistas”. Pois a sua mãe ou avó estava certa: usar computador ou televisão, e mais recentemente, celular smartphone e tablets, pode realmente estar prejudicando a sua visão.

Seu celular está prejudicando sua visão

   

O alerta é de oftalmologistas, apontando os danos que o vício nestes aparelhos pode causar. E é vício mesmo – pessoas com menos de 25 anos têm o costume de olhar pelo menos 32 vezes por dia se tem alguma coisa acontecendo na tela do seu smartphone, segundo estudo recentemente publicado.

E qual o risco, exatamente? Segundo os médicos, a luz azul-violeta prejudica uma região da retina chamada mácula causando a sua degeneração, uma das principais causas de cegueira, geralmente associada ao envelhecimento.

Mesmo a “luz azul do bem” (azul-turquesa), usada para regular o relógio circadiano (o ciclo de sono-vigília do nosso organismo), pode desregular este relógio.


Outra coisa que o estudo com 2.000 voluntários revelou é que, além de checar 32 vezes por dia o smartphone, as pessoas costumam olhar para ele bem mais de perto do que para outros objetos, e acumular pelo menos 7 horas diárias de estresse nos olhos.

O dano é causado, segundo os oftalmologistas, pelas longas horas de uso e pela diminuição do ritmo das piscadas. O conselho dos especialistas é simples: além de diminuir o tempo de uso destes apetrechos, é importante fazer exames oftalmológicos com frequência. [BBC]

Reclamar de indisposição ao passar muito tempo diante da tela do computador ou do celular está cada vez mais comum.

   

Falando assim, até parece que toda a culpa é da tecnologia. Na opinião do cirurgião-oftalmologista Renato Neves, presidente do Eye Care Hospital de Olhos, tudo é questão de saber usar os equipamentos sem prejudicar a saúde. "Entre 50% e 90% das pessoas que usam computador no trabalho ou no estudo costumam se ressentir, em algum momento, dessa experiência desgastante, resultando em declínio da produtividade, aumento de erros e, muito frequentemente, problemas na visão. É preciso estar, então, atento a dois pontos-chave: piscar e manter distância correta do monitor".

Inúmeros estudos comprovam que as pessoas passam muito mais tempo usando o computador do que elas costumam passar lendo um livro, por exemplo. Independentemente do conteúdo, ficar com os olhos 'vidrados' no computador também significa piscar menos. "Quando você pisca, você espalha uma camada de lágrima por todo o olho, mantendo-o hidratado. Piscando menos, seus olhos começam a ficar ressecados e irritados", diz Neves.

Ainda em relação à diferença entre ler no computador e ler um livro, o especialista chama atenção para o posicionamento dos olhos. "Quando você lê um livro, geralmente inclina os olhos para baixo, fazendo com que eles sejam cobertos em grande parte pela pálpebra e fiquem de certa forma protegidos. Já diante do computador, a pessoa costuma manter os olhos retos, bem abertos, e mais expostos ao ressecamento. Somado a isso o fato de piscar menos, chegamos muitas vezes à Síndrome do Olho Seco ou Síndrome da Visão do Computador".

Neves alerta, também, para o quanto a distância pode prejudicar os olhos. "O ideal é que o monitor do computador esteja a uma distância de 50 centímetros do usuário. Ao usar um notebook, normalmente os olhos estão a uma distância de 30 centímetros ou menos da tela. Já quem está acostumado a ler tudo no celular acaba aproximando muito mais o aparelho da visão do que se estivesse lendo um livro. O problema é que os olhos têm de trabalhar muito mais para focar em curtas distâncias - o que exige mais esforço e provoca fadiga visual. Por isso, nesse caso, o melhor a fazer é aumentar o tamanho das letras e manter o braço estendido ao trocar mensagens pelo celular ou consultar a internet".

Além de piscar e manter distância, outras considerações do médico contribuem para prevenir problemas oculares pelo uso excessivo dessas tecnologias. "Não é à toa que os novos equipamentos permitem vários ajustes em termos de brilho, tamanho, definição, contraste e cor. Fazer os ajustes de modo personalizado, procurando deixar o fundo da tela nem tão claro, nem tão escuro, ajustando o tamanho das letras e optando por um contraste que seja confortável aos olhos é a melhor pedida."


Fonte: Dr. Renato Neves, presidente do Eye Care Hospital de Olhos.

AGENDE JÁ A SUA CONSULTA:

Estamos pertinho de você!

Caso você queira marcar uma consulta ou tenha alguma dúvida, seguem abaixo os nossos endereços e principais meios de contato.

 

Unidade: Itanhaém

Av. Condessa de Vimieiros, 183
Centro - Itanhaém - SP
CEP 11740-000

itanhaem@ofta.com.br

+55(13) 3422-4548

 WhatsApp - Itanhaém 

Unidade: Mongaguá

Avenida Marina, 578
Centro - Mongaguá - SP
CEP 11730-000

+55(13) 3448-3536

mongagua@ofta.com.br

 WhatsApp - Mongaguá

Unidade: Peruíbe

Avenida São João, 473
Centro - Peruíbe - SP
CEP 11750-000

+55 (13) 3453-5102

peruibe@ofta.com.br

 WhatsApp - Peruíbe 

Unidade: Santos

Rua Carvalho de Mendonça, 238
Cj. 64 - Vila Belmiro - Santos - SP
CEP 11070-001

+55(13) 3222-1522

santos@ofta.com.br

https://www.ofta.com.br/

 WhatsApp - Santos 

Precisa entrar em contato conosco?

 

Caso você queira marcar uma consulta, tenha dúvidas, críticas ou sugestões, seguem os nossos principais meios de contato direto conosco ou se preferir, poderá deixar uma mensagem preenchendo o formulário abaixo com os seus dados, que responderemos a você em no máximo em 24h.

Tem alguma dúvida?
contato@ofta.com.br
Central de atendimento
+55 (13) 3422-4548

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp WhatsApp