COLÍRIO: você sabe como usar?
19/03/2020
Exibir tudo

AULAS ON-LINE E A VISÃO

AULAS ON-LINE E A VISÃO

Aulas On-Line e a Visão.

Com as aulas suspensas, toda a atenção se voltou para a possibilidade de se continuar os estudos em cursos, escolas e faculdades, de forma virtual. E como toda essa exposição às telas pode afetar nossas olhos?

Desenvolvimento de miopia.

Quando falamos em telas, nos referimos tanto a telas menores, como celulares e tablets, que às vezes podem parecer menos danosas aos olhos; quanto às maiores, como televisões e telas de computadores e notebooks. O maior temor de mães e pais quando falamos da exposição à telas, é o desenvolvimento da miopia.

A miopia está relacionada ao uso excessivo de telas, como demonstrado em diversos artigos científicos sobre o tema. Isso ocorre devido ao fato da criança, que faz uso excessivo de telas como celulares e computadores, não se expor ao sol com frequência. A exposição solar incentiva a produção de dopamina, substância que controla o crescimento ocular, evitando que se torne um olho alongado e desenvolva a miopia.

Outro ponto que ainda não foi totalmente comprovado é a exposição à atividades que usem a visão para perto, não utilizando a visão à distância. O que alguns estudos indicam é que, nesse caso, o olho se alonga, pois a imagem é formada através de uma pupila mais dilatada. Quando isso ocorre com muita frequência, o olho tenta se adaptar e cresce, desenvolvendo também a miopia. A pupila está mais dilatada em ambientes internos, com pouca iluminação, pois se abre para captar mais luz, por isso a relação.

Como agir frente à esse novo cenário?

Devemos olhar para o tempo de exposição às telas, mas estamos em um momento diferente. As crianças já utilizavam o celular para brincar e falar com amigos, e agora, com aulas online, esse tempo de tela apenas aumentou ainda mais. A recomendação de que o tempo de exposição deva ser de no máximo 1-2h por dia (fracionada) tornou-se impossível de ser seguida com a vinda da pandemia. E o que podemos fazer para tornar tudo isso menos danoso para os olhos? Seguem alguns pontos importantes que devemos saber e considerar por em prática:

• Estimule as crianças a ficarem perto de janelas ou em varandas onde haja iluminação solar;

• A cada 20 minutos de aula, pare por 20 segundos e olhe para algo que esteja a pelo menos 6 metros de distância. Quando olhamos para perto por muito tempo, nossos olhos precisam manter alguns músculos contraídos o que pode levar a uma fadiga ocular e uma “câimbra” nos olhos. Tecnicamente isso é chamado de espasmo de acomodação e isso acaba tornando a visão para longe embaçada por um certo período. Fazer essas pausa ajuda esses músculos relaxarem;

• Outro problema é que os olhos convergem ao olhar para perto, e ao manter os olhos dessa forma por muito tempo, ao olhar para longe novamente, podemos ficar estrábicos (vesgos) por um pequeno período. Existe inclusive, um aumento na incidência de crianças estrábicas devido a essa mudança comportamental.

• Mantenha a tela a pelo menos 30 cm de distância dos olhos. Quanto mais próximo está o objeto de foco, maior o esforço e mais cansativo fica. Mantendo essa distância, a leitura irá exigir uma contração menor desses músculos que se contraem na visão de perto;

• A iluminação do ambiente é algo individual. É mito que ficar no escuro com tablets e celulares prejudica os olhos, e o problema deste hábito é mais comportamental do que um problema para os olhos;

• Lentes com filtro para luz azul, algo que tem se tornado cada vez mais popular, não interferem na progressão da miopia. Servem apenas para conforto visual;

• Lembre-se que os olhos podem começar a arder quando ficamos em ambiente com pouca umidade. Quando as crianças estão assistindo as aulas é natural que pisquem menos, e isso somado a um ambiente com ar condicionado ligado por exemplo, pode tornar o olho seco, levando à queixas de ardência e olhos vermelhos. O uso de umidificador ou mesmo uma toalha molhada próxima durante as aulas, ajudam minimizar esses sintomas. Além disso, colírios lubrificantes também podem ser utilizados, desde que não contenham nenhuma substância vasoconstritora em sua formulação.

Fonte: revista Veja Bem (CBO em revista)

AGENDE JÁ A SUA CONSULTA:

Estamos pertinho de você!

Caso você queira marcar uma consulta ou tenha alguma dúvida, seguem abaixo os nossos endereços e principais meios de contato.

 

Unidade: Itanhaém

Av. Condessa de Vimieiros, 183
Centro - Itanhaém - SP
CEP 11740-000

itanhaem@ofta.com.br

+55(13) 3422-4548

 WhatsApp - Itanhaém 

Unidade: Mongaguá

Avenida Marina, 578
Centro - Mongaguá - SP
CEP 11730-000

+55(13) 3448-3536

mongagua@ofta.com.br

 WhatsApp - Mongaguá

Unidade: Peruíbe

Avenida São João, 473
Centro - Peruíbe - SP
CEP 11750-000

+55 (13) 3453-5102

peruibe@ofta.com.br

 WhatsApp - Peruíbe 

Unidade: Santos

Rua Carvalho de Mendonça, 238
Cj. 64 - Vila Belmiro - Santos - SP
CEP 11070-001

+55(13) 3222-1522

santos@ofta.com.br

https://www.ofta.com.br/

 WhatsApp - Santos 

Precisa entrar em contato conosco?

 

Caso você queira marcar uma consulta, tenha dúvidas, críticas ou sugestões, seguem os nossos principais meios de contato direto conosco ou se preferir, poderá deixar uma mensagem preenchendo o formulário abaixo com os seus dados, que responderemos a você em no máximo em 24h.

Tem alguma dúvida?
contato@ofta.com.br
Central de atendimento
+55 (13) 3422-4548

    Deixe uma resposta

    WhatsApp WhatsApp